[Paulicéia 008] OSGEMEOS: Segredos na Pina

Presencialmente ou não, você ainda tem até o nove de agosto para ver OSGEMEOS: Segredos.

TL;DR 👉 Segunda parte da entrevista com o diretor da Pinacoteca do Estado. Jochen Volz conta porque mesmo com a pandemia a instituição não considerou cancelar a mostra. Vídeos dOSGEMEOS com temática hip hop tem intenção educativa e deve ser usado em salas de aula.


A grande exposição da Pinacoteca do Estado em 2021 é OSGEMEOS: Segredos. É o tipo de mostra-evento que teria batido recordes de público mas, como Jochen Volz, diretor da instituição, contou na segunda passada, a Pina está aberta com limitações. O que não impede que as obras sejam vistas por milhares de pessoas de forma virtual, claro. Presencialmente ou não, você ainda tem até o dia 09 de agosto para ver OSGEMEOS: Segredos na Pina.

A post shared by @pinacotecasp


Nessa segunda parte da entrevista, Volz fala da criação dos vídeos criados para acompanhar a exposição, mostrando a relação dos artistas com o hip hop paulistano.

Gaía - Por que vocês tomaram a decisão de seguir em frente com a exibição d'OSGEMEOS mesmo num contexto de pandemia?

Jochen Volz - Já tinha saído muito na imprensa, tinha muita mídia. Foi importante fazer isso, comunicar com o público que estava esperando ansiosamente pela exposição. Nós fizemos uma live com os próprios Otávio e Gustavo Pandolfo explicando o que estava acontecendo, que tínhamos suspendido a montagem e que iríamos retornar uma vez que soubéssemos de uma nova data possível.

Nunca passou pela cabeça cancelar?

Nunca. Só adiar. Ela já estava dois terços montada. Não cancelamos nada da programação da Pina.

O documentário d'OSGEMEOS que acompanha a exposição já era previsto ou foi uma coisa que vocês pensaram por causa da pandemia?

Aconteceu assim: os Gêmeos participaram de um curso com crianças aqui no educativo da Pinacoteca. Eles têm uma relação muito afetiva com o espaço, de muito carinho pela instituição, pelo educativo. Desde o início deixaram claro que queriam retribuir, para que os jovens possam aprender como funciona o grafite, a cultura hip hop. Isso está na exposição, em algumas partes, mas também a gente queria fazer uma série de workshops e oficinas. Com a pandemia, claro, não dava para fazer workshops, fazer os workshops online é complicado no sentido de que nem todos têm o mesmo acesso. Então nós pensamos que seria legal fazer uma série de vídeos. E o que começou como uma série de vídeos de repente virou uma ambiciosa produção em quatro episódios, com muitas figuras envolvidas. A princípio foi uma tentativa de retribuir e criar uma ação educativa dos gêmeos com outros artistas do hip hop para os jovens.

Qual foi o formato definido?

A ideia é, após a publicação, firmar parcerias com a Secretaria de Educação em São Paulo, no município e no estado, e em outros estados do país, para que a rede de educação pública ou privada entenda que isso pode se tornar uma ferramenta de aula. São episódios de vinte minutos, pensando que podem ser utilizados dentro de um período de aula normal. E ainda há tempo de fazer uma atividade posterior. Por enquanto, a gente tem a recepção da mídia e do público próximo que tá acompanhando, é uma relação bem afetiva. As pessoas ligadas à história do hip hop paulistano, que participaram desse período, se reencontram, trazem lembranças, é muito gostoso. Mas ainda não temos uma avaliação mais sistemática, se isso realmente chegará às salas de aula, se realmente é material para um debate profundo sobre hip hop, sobre o que é o rap, o break, o grafite.

☝️ O roteiro obedece a lógica de uma viagem de trem de uma grande cidade; a cada parada, o telespectador é transportado para um fragmento do universo hip hop a partir de entrevistas com MC’S, DJ’S, dançarinos de breaking e artistas do Graffiti conduzidos pela dupla OSGEMEOS. Os convidados são: DJ’S - Erick Jay, DJ HUM, KL Jay, Lisa Bueno e Ninja; BREAK - Alam Beat, B-boy Neguin, B-boy Pelezinho, B-Girl Fabi Girl, Nelson Triunfo, Ricardinho; GRAFFITI - Binho, Doze Green, Gueto, ISE, Pran, Soberana Ziza, Speto, Tinho, Venus, Vitché; MC’S: Bivolt, Edi Rock, Ice Blue, Jack e Thaíde. 

Share


Veja também

Tour virtual 360º de OSGEMEOS: Segredos (Pinacoteca)

Visita guiada da exposição com OSGEMEOS (Youtube)

Segredos, episódio quatro: A busca de um estilo (Youtube)

OSGEMEOS: 'Ficamos felizes de revelar segredos do nosso trabalho no Brasil' (CNN)

Pinacoteca e OSGEMEOS apresentam a série documental sobre o Hip Hop


Thread da semana

O papo essa semana é sobre o que virá depois, e pede a imaginação de vocês:

Que tema/pessoa você gostaria de ver nas próximas edições do Paulicéia? Me conta aqui.

Não me ache preguiçosa! Tenho uma lista de mais de cem personagens listados, mas é bom saber quem/o que vocês querem ver/ouvir, para sair das minhas referências mais imediatas.

Se você não viu, na semana passada falamos sobre os lugares de São Paulo queremos visitar quando a pandemia passar. Tem respostas ÓTIMAS, indo além do clichê Mercadão/Avenida Paulista.


Na próxima edição

Conheça o Prato Firmeza, projeto de guia gastronômico das quebradas de São Paulo.