rumo à décima edição...

“E o que será depois?” é a pergunta que move o Paulicéia.

Todas as conversas seguem esse fio condutor: o que estava acontecendo em março de 2020, o que aconteceu de lá pra cá, e o que será depois? As repostas, claro, variam muito. Para os jovens indígenas do Jaraguá, a luta é imediata e urgente, correndo risco de não existir futuro algum. Para a Diaspora.Black o futuro pós-pandemia tem a ver com retomada do turismo. Para o Secretário de Cultura da cidade o futuro está perto e já começou, com a celebração do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922. Para o diretor da Pinacoteca do Estado, no futuro será necessário equilibrar o virtual e o físico. E para o pessoal do projeto Prato Firmeza, entrevista da próxima semana, o futuro envolve sair de São Paulo e explorar outras cidades. Essa vocês vão ler na segunda-feira.

Na semana passada nós falamos sobre os lugares de São Paulo queremos visitar quando a pandemia passar. Tem respostas ÓTIMAS, indo além do clichê Mercadão/Avenida Paulista, com várias coisas para você colocar na sua lista de paulistanices.

A thread dessa semana também é sobre futuro e pede a imaginação de vocês -> que tema/pessoa você gostaria de ver nas próximas edições do Paulicéia? Me conta nos comentários abaixo (não precisa estar cadastrado pra isso).

Não me achem preguiçosa! tenho uma lista de mais de cem personagens já listados, mas é sempre bom saber quem/o que vocês querem ver/ouvir e, claro, sair das minhas referências mais imediatas.