[Paulicéia 014] Turismo em São Paulo: os rolês preferidos de um guia de turismo

Sete dicas possíveis durante a pandemia.


Na edição passada o Renato Crestincov, guia de turismo especializado em tours personalizadas de arte e design em São Paulo, falou sobre seu trabalho e sobre as (boas!) perspectivas para o turismo na cidade em 2022 – se a pandemia deixar, claro. Hoje, ele volta com sete de seus programas preferidos na cidade (e que sempre fazem sucesso nas tours).

Depois das dicas dele você encontra outros links de rolês possíveis que estão acontecendo em São Paulo esse mês.

compartilhe esse post

"A Coleção Brasiliana, dentro do Itaú Cultural, na Avenida Paulista, um espaço bárbaro que dá para visitar rápido e voltar várias vezes. A coleção tem gravuras lindas e conta a história do Brasil de forma cronológica. Além de muito interessante, é gratuito. Dica: você pode pedir um monitor para fazer a visita guiada, vale a pena demais."


"O Museu AfroBrasil, no Ibirapuera, tem um acervo fantástico.  É o maior museu de cultura africana fora da África, é enorme e é um lugar único para ver e aprender mais sobre a história do Brasil a partir da perspectiva afro-brasileira. É imperdível.


"A Casa do Estevão, na Paraisópolis, é um lugar muito impressionante, parece que você está andando dentro de um sonho, é um lugar muito surreal. O Estevão é um artista muito talentoso que coleciona antiguidades e vai criando obras com as antiguidades nas paredes da casa."


"A Tekoa Itakupé, no Jaraguá, que é um lugar mágico.  São Paulo é a única grande metrópole do planeta que tem terras indígenas tradicionais dentro da cidade, uma comunidade que fala guarani. É muito impressionante e muito único, fica a menos de vinte minutos da Lapa. É uma vivência que todo paulistano deveria fazer. A Tekoa oferece uma visitação com atividades que você pode agendar direto com eles.”

A post shared by @itakupeartes


"Todo mundo que gosta da arquitetura do MASP precisa conhecer a Casa de Vidro da Lina Bo Bardi no Morumbi. É um lugar onde você mergulha no universo particular dela, era sua casa, é muito especial."

.

"O restaurante Maní, no Itaim. Amo o trabalho da Helena Rizzo, as experiências dela são muito únicas e saborosas, é um mergulho na cultura brasileira através de uma gastronomia reinventada. Recomendo demais o ceviche de caju."

A post shared by @manimanioca


"No lugar de ir ao mercado da Cantareira (o Mercadão), costumo levar meus grupos ao mercado de Pinheiros. Além de mais tranquilo, ele conta com o projeto Biomas, do instituto ATA, com uma curadoria maravilhosa de ingredientes e produtos raros da Mata Atlântica,  Amazônia,  Cerrado, Caatinga e Pampas. O próprio mercado é um espaço gostoso, projetado pela dupla Eurico Prado Lopes e Luiz Telles, que estão entre os meus favoritos dos anos 70 e também projetaram o Centro Cultural São Paulo."


Onde encontrar as tours do Renato Crestincov

➡️ Local Guide São Paulo (site oficial)
➡️ São Paulo Guide no ToursByLocals
➡️ Visita a Tekoá Itakupé, com foco em estrangeiros.


Coisas para fazer em São Paulo (e em casa)

Hoje, 11 de agosto, o Itaú Cultural (que faz parte do Paulista Cultural, assunto da semana passada no Paulicéia) abre a exposição "Geraldo de Barros – Imaginário, Construção e Memória", que destaca a trajetória e exibe a mais extensa seleção de obras do artista. A produção é diversa, incluindo fotos, mobiliário e cartazes, e cobre toda a carreira do Barros entre as décadas de 1940 e 1990. Vai até novembro e é gratuita. As visitas acontecem mediante agendamento.


Fechado desde 2015, após um incêndio que destruiu parte de sua estrutura (além da Estação da Luz), o Museu da Língua Portuguesa voltou a receber público. O restauro foi total e recebeu novos espaços projetados por Paulo Mendes da Rocha, mas o mote continua o mesmo: a valorização da língua portuguesa de todos os tempos. O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve no Brasil para a abertura e desdenhou da ausência do presidente brasileiro: "dança quem está na roda". Errado não está. O museu abre de terça a domingo e as visitas devem ser agendadas com antecedência no site


A revista Quatro Cinco Um de agosto dedica capa a Carolina Maria de Jesus, que será tema de uma retrospectiva fotográfica e literária em setembro no IMS Paulista. A revista traz reportagens sobre a personalidade da autora, a publicação recente de livros inéditos e uma análise de "Quarto de despejo" por Stephanie Borges. Carolina também é tema de um episódio 451mhz, o podcast da revista: "Fabulações de Carolina" traz a jornalista Yasmin Santos e o biógrafo Tom Farias conversando sobre a atualidade da autora e indicando caminhos para quem desejar conhecer sua obra.


Veja também

🎟️ Como visitar a Sampa Sky (a plataforma de vidro sobre a cidade que você já viu no Instagram) (ChickenOrPasta)

🎟️ Tours a pé (e de graça!) pela República, Paulista e outras áreas da região central (Free Walking Tours)

🎟️ A história por trás de "Saudosa Maloca" (IMS)


Na próxima semana

João Perassolo, repórter da Folha de São Paulo, fala sobre os desafios da cobertura cultural durante a pandemia (e o que será depois).


Leia mais

🔖 Oz Guarani: hip hop paulistano da Terra Indígena do Jaraguá.

🔖 Diretor da Pinacoteca fala sobre os planos para 2022 do museu mais visitado de São Paulo.

🔖 Prato Firmeza Preto: gastronomia afro-brasileira em São Paulo